10/02/2017
  • Google+
  • LinkedIn

Os três pilares do compliance

O FDJUR realizou uma pesquisa junto a 120 empresas com área de compliance para descobrir a atenção prestada aos três pontos de sustentação do tema.

1º Pilar: Prevenção (Comunicação e Convencimento)

A comunicação é um fator crítico de sucesso para qualquer programa de prevenção de riscos, mas segundo os especialistas em Compliance, não basta apenas ter o código de conduta definido, é necessário também realizar apresentações eventuais sobre o que ele estabelece. Também é extremamente valioso que se busque formas inovadoras de conscientizar os funcionários.

É evidente que os parceiros de negócio e fornecedores são grandes pontos de risco para o Compliance. Deve haver um controle e monitoramento permanente desses elos de relacionamento com a empresa. 

Aproveitamos a pesquisa para perguntar aos colegas se possuem código de ética, se fazem apresentações eventuais e como conscientizam seus colaboradores. Além disso focamos no relacionamento com  parceiros de negócio e fornecedores se existe algum tipo de controle e o monitoramento dessa parceria. 







2º Pilar: Detecção (Fiscalização, Denúncia e Investigação)

Verificamos também que entre os canais de detecção mais utilizados estão: Canal de Denúncia, Auditoria, Programa de Investigação de Denúncias e Comitê de Compliance. Outras sugestões de canais comentados foram: Departamento de Prevenção, Comitê de Apuração e Ética, Responsável pela Apuração, Ouvidoria Interna, Governança Corporativa, entre outros. 





3º Pilar: Tolerância (Sanção, Medida Disciplinar)

Para ter ideia da severidade com que as empresas impõem sanções disciplinares extremas, foi levantada a questão sobre casos de demissões por medida disciplinar. 

Quando perguntados se após a Lei Anticorrupção foram implementadas novas medidas por parte do jurídico/compliance, 60% comentou que sim, a maioria com apresentações e novas cláusulas contratuais, mas houve também quem contratou empresa especializada em levantamento de riscos e quem criou um Comitê de Verificação do Cumprimento do Modelo de Prevenção.