14/06/2019
  • Google+
  • LinkedIn

Visão global é fundamental para mapeamento de dados e formatação de estratégias no contencioso de massa

Por Galeria de Comunicações
 
O grande volume de ações quando se trata de contencioso de massa torna necessário separar o aspecto técnico da parte operacional e estratégica nos escritórios e nos departamentos jurídicos das empresas.
 
Essa é um dos principais benefícios da controladoria jurídica, que tem entre suas funções atuar no suporte operacional e estratégico, garantindo agilidade, qualidade e efetividade nas atividades do departamento jurídico, permitindo que o advogado se concentre na tarefa técnica. 
 
Focado no público formado por profissionais da área do Direito e interessados no assunto, como empresários, gestores de escritórios e profissionais de marketing jurídico e professores, entre outros, a InteliJur, empresa de informação e pesquisa focada no mercado jurídico, realiza no dia 26 de Junho, das 8h às 18h, no Maksoud Plaza Hotel, no bairro da Bela Vista, em São Paulo, o seminário “Perspectivas Para o Contencioso de Volume nas Empresas”.
 
“Controladoria Jurídica e o Diferencial para o Contencioso” será o tema do painel apresentado pela dupla Fabiano Catran e Camila Queiroz, da Seguros Unimed. Camila tem curso de Controladoria pela Salem Bertozzi Consultoria e MBA em Gestão Empresarial pela FGV, e Catran, formado pela Universidade de Harvard, é pós-graduado pela Funenseg e possui direito empresarial pelo IBMEC.
Entre as características de uma controladoria jurídica eficiente, Catran e Camila ressaltam o desenvolvimento de indicadores de desempenho, métrica de performance dos escritórios, implantação de inovações tecnológicas e otimização de fluxos e rotinas.
 
A partir desse trabalho da controladoria, abre-se a possibilidade da gestão de estratégias de controle e redução da provisão judicial, do estoque de processos, por meio de indicadores estratégicos, e a implantação de uma metodologia própria, além de facilitar a comunicação com a alta administração das empresas.
 
Varejo
O contencioso no setor de varejo será abordado no painel “Por Que Eles Reclamam Tanto? Entender o Contencioso de Consumo e Trabalhista para Construir Soluções”, com Vivian Kurtz de Carvalho, Diretora Jurídica e de Compliance Brasil do Dia Supermercado.
 
No setor, o cenário ideal para os gestores é evitar processos, detectar a causa, eliminar o problema e fidelizar o consumidor. Para isso, pesquisar em profundidade os problemas ajuda a compreender sua causa.
 
“Se a empresa conhece a causa do problema, tem mais possibilidades de solucioná-lo”, justifica Vivian, Mestre em Administração de Negócios pela FIA e em Direito dos Negócios pela FGV.
Há diferenças entre o mercado digital e aquele com pontos de venda físicos.
“O negócio físico tem mais dispersão, são variados os problemas reclamados, então há um delay natural entre o fato e a solução, o que pode causar problemas na relação e para sua solução”, analisa Vivian. “O e-commerce é mais concentrado, é possível mapear os problemas e criar soluções mais rapidamente.”
 
Os interessados em participar do evento podem obter mais informações por meio do e-mail eventos@intelijur.com.br; do telefone (11) 5041-8317 e no site https://www.intelijur.com.br/eventos-e-cursos/perspectivas-para-o-contencioso-de-volume-nas-empresas
 
InteliJur é uma empresa de informação e relacionamento focada no mercado jurídico. Por intermédio do portal, reúne advogados de empresas (FDJUR), advogados de escritórios e prestadores de serviços, com notícias, informações e pesquisas. Através do Diretório Jurídico é possível que os departamentos jurídicos ou outros advogados interessados em prestadores de serviços jurídicos encontrem os escritórios com perfil ideal para contratação. Eles podem selecionar o perfil do escritório selecionado por localização, porte do escritório, áreas jurídicas de atuação e até por setores da economia que o escritório tenha expertise.
 
FDJUR – Fórum de Departamentos Jurídicos – é o maior e mais completo fórum de relacionamento e discussão de boas práticas na gestão de departamentos jurídicos do País. Foi criado há dez anos como uma associação sem fins lucrativos e exclusiva para profissionais de departamentos jurídicos. Por intermédio de ampla rede de contatos, interage com mais de 10.600 profissionais de departamentos jurídicos em 4.887 empresas. Tem a missão de estimular e promover debates, estudos e pesquisas; investir no conhecimento técnico, além de valorizar, reconhecer e premiar as boas práticas de gestão na área.
 

Fonte: Intelijur