07/06/2019
  • Google+
  • LinkedIn

Dez vendas por segundo: Mercado Livre é case de gestão em evento da Intelijur que acontece 26/06, em SP

Por Galeria de Comunicações
 
Com as plataformas de e-commerce registrando um volume de negócios diários que atinge a casa dos milhões, houve um aumento natural do número de demandas de consumidores envolvendo sites de comércio virtual ou serviços e produtos oferecidos por meio destes por terceiros.
Uma estratégia eficaz para lidar com o contencioso de massa é a adoção de medidas preventivas que evitem a produção de novas ações que se juntarão aos mais de 80 mil processos em tramitação, segundo pesquisa do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).
 
Focado no público formado por profissionais da área do Direito e interessados no assunto, como empresários, gestores de escritórios e profissionais de marketing jurídico e professores, entre outros, a InteliJur, empresa de informação e pesquisa focada no mercado jurídico, realiza no dia 26 de Junho, das 8h às 18h, no Maksoud Plaza Hotel, no bairro da Bela Vista, em São Paulo, o seminário “Perspectivas Para o Contencioso de Volume nas Empresas”.
 
O Painel “Quatro Frentes para Diminuir os Volumes e Custos das Ações Judiciais” contará com a participação de Ricardo Lagreca, Diretor Sênior Jurídico e de Relações Governamentais do Mercado Livre.
 
ODR

Os chamados métodos de Online Dispute Resolution (ODR) são utilizados há anos nos Estados Unidos e Europa e têm ganhado cada vez mais força na resolução de conflitos, sobretudo aqueles online.
 
Quem bebe dessa fonte é o Mercado Livre, cujo site no Brasil registra, em média, dez vendas por segundo e aproximadamente 1 milhão de negócios por dia. Seu departamento jurídico segue a filosofia de que da mesma forma que o usuário contrata com mais agilidade, pode resolver eventuais problemas de forma mais ágil e eficiente.
 
“No Mercado Livre atuo com foco e em parceria com o time de Resolução de Disputas; não chamamos de ‘contencioso’, pois nosso objetivo é resolver as demandas da forma mais benéfica ao usuário”, explica Ricardo Lagreca, Diretor Sênior Jurídico e de Relações Governamentais do Mercado Livre. “Não queremos ganhar as causas contra nosso consumidor, mas satisfazê-lo também no momento de resolver problemas, então sabemos da relevância de uma boa gestão do volume.”
 
Para tentar evitar que simples demandas evoluam para ações na Justiça, a empresa implantou o projeto “Meli Resolve”, que tem quatro facetas distintas, todas utilizando tecnologia, e com foco em prevenir ações judiciais e resolver de forma eficiente aquelas que estiverem em curso.
Um “filtro” de quatro camadas no site de compra e venda online busca evitar que uma demanda se torne uma ação, o que dá mais segurança ao consumidor e parceiros.
 
Há, além da opção da “Compra Garantida”, que desde cumpridos todos os requisitos, garante a devolução do dinheiro ao cliente, a possibilidade de chats entre comprador e vendedor, mediação intermediada por funcionário e a sugestão do uso de uma plataforma de negociação do próprio Ministério da Justiça antes que o caso se transforme em uma ação. E, mesmo nesse cenário, a empresa lança mão de iniciativas que buscam uma resolução amigável quando o consumidor atua de boa-fé.
 
Evolução constante

“Em empresas inovadoras e com tantas áreas de negócio, a área jurídica deve atuar como parceira, apoiando e retroalimentando as equipes de negócio com informações que ajudem a melhorar a experiência do usuário e dos demais contratantes”, aponta Lagreca. “No Mercado Livre, temos uma célula de ‘Legal Intelligence’, que analisa dados e apresenta propostas de soluções às áreas de negócios, precisamente com base nessa inteligência que o contencioso judicial e administrativo nos traz.”
 
Os interessados em participar do evento podem obter mais informações por meio do e-mail eventos@intelijur.com.br; do telefone (11) 5041-8317 e no site https://www.intelijur.com.br/eventos-e-cursos/perspectivas-para-o-contencioso-de-volume-nas-empresas
 
InteliJur é uma empresa de informação e relacionamento focada no mercado jurídico. Por intermédio do portal, reúne advogados de empresas (FDJUR), advogados de escritórios e prestadores de serviços, com notícias, informações e pesquisas. Através do Diretório Jurídico é possível que os departamentos jurídicos ou outros advogados interessados em prestadores de serviços jurídicos encontrem os escritórios com perfil ideal para contratação. Eles podem selecionar o perfil do escritório selecionado por localização, porte do escritório, áreas jurídicas de atuação e até por setores da economia que o escritório tenha expertise.
 
FDJUR – Fórum de Departamentos Jurídicos – é o maior e mais completo fórum de relacionamento e discussão de boas práticas na gestão de departamentos jurídicos do País. Foi criado há dez anos como uma associação sem fins lucrativos e exclusiva para profissionais de departamentos jurídicos. Por intermédio de ampla rede de contatos, interage com mais de 10.600 profissionais de departamentos jurídicos em 4.887 empresas. Tem a missão de estimular e promover debates, estudos e pesquisas; investir no conhecimento técnico, além de valorizar, reconhecer e premiar as boas práticas de gestão na área.

Fonte: Intelijur

Uma área de informações relevantes ao advogado interessado em aprimorar seus conhecimentos em gestão.

Participe

Oportunidades

Boletins Informativos